Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Gama > Campus Gama realiza vivência pedagógica com bonecas Abayomis no Núcleo Rural Alagado da Suzana
Início do conteúdo da página

Campus Gama realiza vivência pedagógica com bonecas Abayomis no Núcleo Rural Alagado da Suzana

Criado: Terça, 14 de Novembro de 2017, 12h10 | Publicado: Terça, 14 de Novembro de 2017, 12h10 | Última atualização em Terça, 14 de Novembro de 2017, 12h10 | Acessos: 249

Nessa segunda-feira, 13, foi realizada uma vivência pedagógica no Núcleo Rural Alagado da Suzana (Gama) em que os participantes fizeram e dançaram as bonecas Abayomis. O objetivo da vivência pedagógica foi evidenciar a identidade do povo brasileiro e ressignificar as dores do povo africano, especialmente das mulheres e das crianças. O encontro aconteceu a convite da coordenadora de projetos sociais da Seara Espiritual, Luciana Guimarães, 

A metodologia utilizada foi a contação da história dos negros africanos traficados nos navios negreiros, a construção das bonecas com material de descarte e a Biodanza que possibilitou aos participantes vivenciarem de forma lúdica a vinda dos negros africanos para o Brasil. A vivência pedagógica foi uma ação do Projeto de extensão Mulheres Cheias de Graça e das Oficinas Histórias e Origami e É Brincando que se Aprende. A ação foi organizada pelas professoras coordenadoras Êrika Fernandes Cruvinel e Sylvana Karla Lemos Santos para marcar o mês em que se comemora a Consciência Negra.

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia o Zumbi, um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695. O objetivo do Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como a influência que tiveram na construção da identidade brasileira. Segundo Luciana Guimarães, a África é a nossa origem, o seu sagrado está em nossa essência e se manifesta em nossos atos e em nossa fé. Para a professora Êrika Cruvinel, este é um mês para mostrarmos nosso apreço e respeito pela cultura afro-brasileira, daí a importância simbólica de fazermos e dançarmos as bonecas Abayomis.

A palavra Abayomi tem origem iorubá e quer dizer encontro precioso (abay=encontro e omi=precioso). Abayomi significa aquele que traz felicidade ou alegria e serve para meninos e meninas, indistintamente. Nos navios negreiros as mulheres negras as confeccionavam com pedaços de suas saias para acalmar as crianças que muitas vezes choravam e por isso eram jogadas ao mar. Já em terra firme, as bonecas também eram usadas pelas mães para reconhecer e reencontrar seus filhos quando eles eram apartados delas pelos malfeitores. As Abayomis transformavam as dores de mães e filhos em encontro e alegria. Hoje a Abayomi é símbolo de resistência, tradição e poder feminino.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página