Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Recanto das Emas > IFB e UnB ofertam curso de Libras para Bombeiros Militares do Distrito Federal
Início do conteúdo da página

IFB e UnB ofertam curso de Libras para Bombeiros Militares do Distrito Federal

Criado: Quarta, 25 de Abril de 2018, 13h46 | Publicado: Quarta, 25 de Abril de 2018, 13h46 | Última atualização em Quarta, 25 de Abril de 2018, 13h51 | Acessos: 1470

O Instituto Federal de Brasília (IFB), em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM-DF) estão realizando, neste primeiro semestre de 2018, o Curso de Formação de Língua Brasileira de Sinais (Libras) Instrumental com aulas para os membros do CBM-DF.

O curso está sendo ofertado em um projeto de Extensão da UnB. A Universidade disponibiliza os profissionais especializados que ministram o curso e também os dois laboratórios de pesquisa da área: o Lablibras e o Varlibras.  Ao Campus Recanto das Emas do IFB, coube a parte de elaboração de material didático bilíngue, filmagem e edição de vídeos.

O curso

De acordo com a Intérprete de Libras do Campus Recanto das Emas do IFB, Rosenir Martins Nunes Chaves, o curso, que teve início em abril deste ano e deve seguir até o final de 2018, formará cerca de 23 oficiais do Corpo de Bombeiros e tem vários objetivos.

O primeiro objetivo é oferecer aos militares a capacidade de se comunicar em nível básico com vítimas surdas. O curso de Libras instrumental vai formar os alunos no nível A1 do quadro Europeu comum de Referência para línguas.

Outro objetivo é elaborar material didático bilíngue em Libras e em Português. Esse material didático deve auxiliar na formação dos bombeiros para que ocorra a comunicação básica entre o socorrista do CBM-DF e a possível vítima surda.

Por fim, devem ser criados materiais informativos bilíngues em Libras e em Português com o objetivo de divulgar para a sociedade em geral o serviço prestado pelo Corpo de Bombeiros.

O curso tem carga horária total de 60 horas e ocorre na Academia do Bombeiro Militar que fica no Setor Policial Sul. Essa atividade ofertada pelo IFB e UnB faz parte do Curso de Formação para Oficiais. Além das 60 horas de aulas, há também outras 590 horas dedicadas à elaboração do material didático e divulgação.

Os professores do projeto são: Adriana Oliveira, Carlos Roberto Ximenes, Telma Cedraz, Lorraine Costa, Rosenir Martins Nunes Chaves, Fabiana Ribeiro, Dheivid Roger (Professor Surdo). Todos são alunos do curso de Licenciatura em Língua Brasileira de Sinais Libras/Português como Segunda Língua da UnB.

 Demanda por Libras

Rosenir explica que a ideia do curso surgiu de uma conversa dela com um colega da UnB o bombeiro militar da reserva Carlos Roberto Ximenes. “No corredor da UnB, entre uma aula e outra ele me falou da vontade que tinha em montar esse projeto do ensino de Libras  no Corpo de Bombeiros, a partir daí fomos convidando pessoas e o projeto aconteceu. A professora Patrícia Tuxi aceitou nos coordenar”, conta.

 “A experiência de dar aulas para militares tem sido maravilhosa, porque todos os alunos têm consciência da importância do aprendizado da Língua de Sinais como forma de garantir a acessibilidade linguística aos Surdos. Todos têm se empenhado, e mesmo com um currículo puxado eles têm sido muito dedicados nas aulas”, detalha a intérprete de Libras do IFB que é também estudante da Licenciatura em Libras na UnB.

Fim do conteúdo da página