Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Brasília > “Minuto com o Napne” proporciona reflexão e debate sobre acessibilidade
Início do conteúdo da página

“Minuto com o Napne” proporciona reflexão e debate sobre acessibilidade

Criado: Sexta, 25 de Outubro de 2019, 08h54 | Publicado: Sexta, 25 de Outubro de 2019, 08h54 | Última atualização em Sexta, 25 de Outubro de 2019, 14h03 | Acessos: 306

Na última quinta-feira (24), ocorreu no Campus Brasília o último evento que compõe o “Minuto com o Napne – edição Educomunicação”. Entre os dias 22 e 24 foram realizadas intervenções rápidas na área da cantina do campus, nos horários de transição de um período letivo para outro (12h às 12h30 e 18h às 18h30). Os temas abordados foram cegueira, deficiências múltiplas, deficiência motora, surdez e deficiência cognitiva.

O evento teve o objetivo de mobilizar estudantes, professores e demais servidores sobre ações de acessibilidade que possam ser realizadas no dia a dia do campus. As atividades fazem parte do projeto “Estratégias educomunicativas para a inclusão: pesquisa-ação no Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas do IFB Campus Brasília”, projeto de ensino aprovado pelo Edital 2/2019 – RIFB/IFB, Projeto de Intervenção Pesquisa-Ação (PIPA) — Prática Profissional, que conta com quatro estudantes bolsistas. “Ao longo dos eventos, além de debater inclusão e acessibilidade com nossos convidados, apresentamos videoanimações que foram produzidas com o intuito de trazer dicas de acessibilidade a todos os públicos que frequentam o Campus Brasília”, explica Adriano Carmo, coordenador do projeto.

Programação da semana

Na terça-feira, no final da manhã, o público que frequentava a área da cantina teve a oportunidade de ouvir a história da senhora Maria do Carmo, mais conhecida como dona Carmem, que é cega desde os 45 anos de idade e está concluindo o curso superior de Tecnologia em Gestão Pública. Ela apresentou as dificuldades que enfrenta diariamente com sua deficiência e ressaltou a necessidade de ações de conscientização no campus.

Já na noite da terça-feira, o público contou com a presença da senhora Delzair Falcão, que é avó de um dos estudantes da instituição. Ela, que trabalhou por 44 anos na educação, destacou a importância da formação dos professores para atender adequadamente os estudantes que precisam de ações de acessibilidade.

Na manhã da última quarta, a estudante Mariana Guedes deu seu depoimento contando que, após um acidente de carro, há quatro anos, se viu diante de uma nova realidade que incluía a necessidade de utilizar uma cadeira de rodas para locomover-se. O momento ainda contou com a exibição de um vídeo de participação do grupo de dança “Street Cadeirante” no festival Brasília Moto Week, no qual Mariana ingressou após o acidente, dando continuidade a sua carreira artística, que começou com a dança de salão.

Já na noite de quarta, o tema do evento foi a surdez. A atividade contou com a presença dos convidados Wnilson Barbosa, primeiro secretário da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos (Apada) e intérprete do Campus Brasília, e Túlio Fônseca, aluno do curso superior de Tecnologia em Gestão Pública. A atividade foi iniciada com um depoimento de Wnilson sobre sua experiência na Apada e no campus, destacando a interação entre alunos ouvintes e surdos. O estudante Túlio enriqueceu a conversa com seu relato de experiência, abordando sua relação com família, sua vivência antes de vir para o IFB e seu cotidiano desde que ingressou no seu curso atual.

O último evento desta edição do “Minuto com o Napne” ocorreu na quinta-feira, no final da manhã, contando com o tema deficiência cognitiva, o qual foi abordado pelo estudante Mateus Malheiros, que possui síndrome de Asperger. Segundo o estudante, essa é uma “deficiência invisível”, que não é aparente e necessita do convívio para que as pessoas consigam compreender melhor sua manifestação. O encerramento contou ainda com homenagens dos estudantes bolsistas ao professor Adriano Carmo  e à técnica-administrativa Ester Tominaga, que estão à frente do projeto.

Resultados

Os vídeos apresentados em cada um dos eventos do “Minuto com o Napne – edição Educomunicação” podem ser acessados NO CANAL DO PROJETO no YouTube. Ao todo, serão doze vídeos disponíveis com dicas para acessibilidade de surdos, cegos, deficientes motores e cognitivos, com material acessível em audiodescrição e Libras.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página