Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Brasília > Evento apresenta iniciativas STEM para meninas e mulheres na educação
Início do conteúdo da página

Evento apresenta iniciativas STEM para meninas e mulheres na educação

Criado: Quinta, 23 de Março de 2023, 09h43 | Publicado: Quinta, 23 de Março de 2023, 09h43 | Última atualização em Sexta, 24 de Março de 2023, 07h50 | Acessos: 650
imagem sem descrição.

Nessa quarta-feira, 22, foi realizado, no Museu da biblioteca do IFB Campus Brasília, um evento híbrido intitulado "Painel de Iniciativas STEM para Meninas e Mulheres na Educação". Promovido em parceria com a Universidade de Brasília (UNB), o objetivo do evento foi discutir a importância de ampliar a presença de meninas e mulheres nas carreiras científicas, especialmente no âmbito educacional.

O evento contou com relatos e exposições sobre projetos, incluindo o Lider STEM 2030 da UNESCO, Meninas na Ciência IFB e o Programa FIOCRUZ Mulheres e Meninas na Ciência. O painel foi realizado com a mediação de Anelise Estivalet e contou com a participação da reitora do IFB, Luciana Massukado, da diretora da Fiocruz Brasília, Fabiana Damásio, da diretora-geral do IFB Campus Brasília, Patrícia Albuquerque, da pesquisadora da Cátedra UNESCO em EaD-UnB, Djaine Damiati e da professora e pesquisadora Sylvana Karla de Lemos, além das líderes docentes STEM Renata Fagundes, Nadja Luciana e Laís Bertolucci, que participaram de forma remota.

As convidadas destacaram a importância dessas iniciativas dentro dos ambientes das instituições de ensino, incentivando a presença feminina em áreas como tecnologia e engenharia, que historicamente foram dominadas por homens. "A preocupação da Cátedra é que tenhamos uma maior presença de meninas e mulheres na ciência. E sabemos que essa é uma preocupação de várias instituições, não só da UNB e IFB, mas inclusive da ONU", afirmou Anelise Estivalet.

Djaine Damiati, da Cátedra da UNESCO, explicou que uma vez que existem iniciativas de incentivo à presença feminina nas carreiras científicas e tecnológicas, como as da Fiocruz e do IFB, assim como o trabalho da UNESCO na formação de líderes STEM, é importante que os laços entre estas instituições sejam estreitados para que tais iniciativas sejam fortalecidas dentro e fora do Distrito Federal.

Anelise Estivalet ainda afirmou que há vários problemas no acesso, inserção e permanência de meninas e mulheres em áreas STEM. Ela destacou que o objetivo do evento é mostrar possibilidades em várias áreas e não apenas despertar curiosidade.

Graças ao formato híbrido e à transmissão pela UNB TV e IFB TV, foi possível realizar o evento com alcance nacional. Quem não conseguiu assistir ou deseja rever o evento pode acessar a transmissão disponível no YouTube.

Além disso, o projeto promovido pelo IFB pode ser acompanhado pelo Instagram @meninasnacienciaifb. A iniciativa busca incentivar a participação feminina nas carreiras científicas desde a educação básica.

Fim do conteúdo da página