Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Brasília > Projeto Integrador promove Roda de Conversa sobre ISTs no IFB Campus Brasília
Início do conteúdo da página

Projeto Integrador promove Roda de Conversa sobre ISTs no IFB Campus Brasília

Criado: Sexta, 15 de Setembro de 2023, 09h52 | Publicado: Sexta, 15 de Setembro de 2023, 09h52 | Última atualização em Sexta, 15 de Setembro de 2023, 09h54 | Acessos: 211

As infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) são um grave problema de saúde pública que afeta milhões de pessoas no Brasil e no mundo. Elas são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos e podem ser transmitidas por meio do contato sexual sem o uso de preservativo ou da mãe para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação.

Algumas ISTs podem não apresentar sintomas, mas se não forem diagnosticadas e tratadas adequadamente, podem levar a complicações graves, como infertilidade, câncer ou morte. Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil registrou um aumento expressivo no número de casos de algumas ISTs nos últimos anos. De 2010 a 2020, por exemplo, o Brasil registrou 783 mil casos de Sífilis, que segue crescendo de forma expressiva, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Para debater esse assunto e falar também sobre contraceptivos, o Projeto Integrador “Gravidez na adolescência”, realizado pelos estudantes da turma 1º B do EMI em Informática, sob a orientação da professora Paula Dutra Queiroz, está organizando uma roda de conversa sobre ISTs. A atividade acontecerá nesta sexta, 15 de setembro, às 14h, no Hall do bloco C do IFB Campus Brasília. A atividade contará com a participação da enfermeira Ana Tereza, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), que vai esclarecer as principais dúvidas sobre as ISTs e os cuidados necessários para uma vida sexual saudável.

O objetivo é promover a educação sexual e a conscientização dos jovens sobre as consequências da gravidez precoce.

A participação na roda de conversa é gratuita, para toda a comunidade acadêmica. Participe!

Fim do conteúdo da página