Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Reitoria > Sérgio França: IF's devem se integrar a seus territórios
Início do conteúdo da página

Sérgio França: IF's devem se integrar a seus territórios

Criado: Segunda, 07 de Fevereiro de 2011, 02h12 | Publicado: Segunda, 07 de Fevereiro de 2011, 02h06 | Última atualização em Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h22 | Acessos: 2327

“Institutos Federais que se articulem com a sociedade”. Esse ponto foi central na exposição do segundo palestrante a falar no 1º Encontro Pedagógico de 2011 no IFB. Sérgio França, professor do Instituto Federal do Rio Grande Norte, que atualmente trabalha na Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (Renapi)  colocou nos debates - da mesa redonda realizada pela manhã - os principais desafios  que a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica enfrenta para alcançar um ensino inclusivo.

Sérgio França no 1º Encontro Pedagógico do IFB 2011O docente enumerou três desafios que, segundo ele, são os principais na busca por esse ensino inclusivo.  França citou esses pontos: “o desafio dos institutos não é colocar 50 alunos dentro de uma sala de aula. São três, os principais desafios enfrentados: educação para inclusão e equidade, emancipação e cidadania e desenvolvimento sustentável.”

Contra o isolamento
Para França, a solução para se alcançar esses objetivos passa pela visão dos Institutos Federais como “rede” e não como unidades isoladas. Além da integração entre as escolas, ele disse ser essencial que essas instituições se integrem às suas comunidades. “Esses institutos devem ser articuladores com o seu território. Deve haver um diálogo para se ter um ensino de verdade. Compreender o seu território é fundamental”, argumentou.

O professor afirmou que a educação profissional está inclusa em um projeto de nação. Os tópicos desse projeto seriam: o aprofundamento dos processos de inclusão social, equidade e desenvolvimento sustentável em todo o território nacional, o aprofundamento da revolução educacional que consolide uma indústria brasileira do conhecimento, a erradicação da miséria e das desigualdades regionais para construção de uma sociedade justa e verdadeiramente inclusiva.

Todos esses objetivos e processos, segundo França, devem ser alcançados tendo em vista a integração e a ação dos Institutos nos territórios onde estão inclusos.

Mais notícias do 1º Encontro Pedagógico 2011
Encontro Pedagógico: Sielski defende Fundo da EPCT

IFB realiza 1º Encontro Pedagógico 2011 nesta sexta

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página