Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Reitoria > Servidores do IFB iniciam capacitação em SEE Learning
Início do conteúdo da página

Servidores do IFB iniciam capacitação em SEE Learning

Criado: Quinta, 08 de Agosto de 2019, 19h46 | Publicado: Quinta, 08 de Agosto de 2019, 19h46 | Última atualização em Terça, 13 de Agosto de 2019, 13h22 | Acessos: 354

O Instituto Federal de Brasília (IFB) está firmando parceria com a Emory University (EUA) para a capacitação dos servidores pelo programa Social Emotional and Ethical — SEE Learning. Três servidoras do Campus Riacho Fundo, as docentes Silvia Marcela e Mara Castilho e a técnica em Assuntos Educacionais, Maira Maximo, já estão participando da formação como primeiras facilitadoras.

O método foi lançado em abril de 2019 em Nova Deli (Índia) com a participação de cientistas de 37 países. Nesta quarta-feira, dia 07 de agosto, foi apresentado para educadores de todo o Distrito Federal em evento realizado no auditório do Campus Brasília, pelo diretor do Centro de Ciência Contemplativa e Ética Baseada na Compaixão da Emory University, o PhD. Geshe Lobsang Tenzin Negi.

A proposta é de uma matriz curricular que busca trazer o valor das necessidades sociais, emocionais e éticas para o centro da educação de todas as modalidades de ensino. Tal abordagem integrativa possibilita o desenvolvimento para além das conquistas acadêmicas, nutrindo pessoas inteligentes e compassivas.

A assessora de Relações Internacionais do IFB, professora Edna Carvalho, deu as boas-vindas destacando que esta parceria é um dos passos mais relevantes para a internacionalização do Instituto.

Em inglês, com tradução simultânea, o Dr. Negi apresentou as bases do método, que foi inspirado nos ensinamentos de Dalai Lama e do psicólogo Daniel Goldman. “As revoluções da humanidade foram materiais, agora poderá ser espiritual”, disse, explicando espiritualidade não como religião, comparando que cada um pode gostar e ter ou não um tipo de bebida preferido, mas água todos necessitamos. “O conceito é espiritualidade que temos são de valores humanos como a bondade, a compaixão, o perdão e a confiança”.

“Darwin já dizia que a simpatia é um dos instintos mais preponderantes do ser humano. Nos séculos 19 e 20 a defesa era de que os mais fortes sobreviviam e assim a base era a competição. Hoje a ciência já defende outro princípio, que é o da cooperação. A ideia de que o mais forte prevalece está caindo. A lógica é não a que compete, mas a que melhor coopera entre si. Cooperação no sentido mais amplo, para além do externo, pois a cooperação verdadeira é a que vem de dentro, a que estabelece confiança e valor”, expressou.

Citando obras como O Foco Triplo, de Daniel Goldman e Peter Senge, e documentos de instituições nacionais e internacionais , o especialista apresentou desafios globais de Bem-Estar nesta era tecnológica como a saúde mental, ideologias polarizadas e crescente disparidade econômica. “Hoje temos refugiados por guerras, no futuro a tendência é que os refugiados serão climáticos. Para enfrentar estas situações precisamos exercitar a compaixão e a bondade”.

Que tipo de mundo nós queremos? Os relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU) apontam que não é a medida material a mais eficiente, mas sim a de qualidade de vida, cujo indicador seria a felicidade. E com base na necessidade de uma ética secular, é que consultores e especialistas criaram o SEE Learning de forma escalonada em dimensões. Por exemplo, o do  engajamento como auto-regulamentação (pessoal), habilidades de relacionamento (sistêmico) e o engajamento comunitário e global (social).

 

Sobre o método

O SEE Learning é um método construtivista, que tem como pilares a compaixão e o cuidado, o engajamento ético e o treino da atenção, entre outros, com as chaves da aprendizagem – do  pensamento crítico, práticas reflexivas e perspectivas científicas. É uma pedagogia baseada na aprendizagem cooperativa, ecológica, comunitária e de expressão criativa.

As apostilas sobre diferentes etapas estão sendo disponibilizadas gratuitamente e o processo de formação de facilitadores também (150h/aula). As três servidoras do IFB foram esta semana (de 09 a 14 de agosto) para capacitação em São Paulo do Programa SEE Learning e ao retornarem visam preparar cursos baseados no programa para formar educadores e licenciandos.

Mais informações: https://seelearning.emory.edu/

Confira como foi o evento acessando o link.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página