Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Reitoria > Comunidade de Ceilândia participa da audiência pública
Início do conteúdo da página

Comunidade de Ceilândia participa da audiência pública

Criado: Quarta, 25 de Mai de 2011, 11h13 | Publicado: Quarta, 25 de Mai de 2011, 11h11 | Última atualização em Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h22 | Acessos: 1870

Nessa terça-feira, 24, o Instituto Federal de Brasília (IFB) realizou audiência pública em Ceilândia. O encontro ocorreu no Centro de Ensino Médio 07, na área norte da cidade, estavam presentes representantes de associações, organizações não governamentais, conselhos, líderes do movimento estudantil e a comunidade em geral.

Camila Fasolo expõe à comunidade informações do IFBMembros do Campus Taguatinga participaram, de forma intensiva, da reunião, pois caso o Campus Ceilândia seja mesmo criado, a escola de Taguatinga terá participação importante no processo por ser a unidade do Instituto mais próxima do futuro IFB Ceilândia.

A abertura da audiência foi realizada pela chefe de gabinete - substituta - da Reitoria, Camila Fasolo, que apresentou o IFB aos participantes e explicou o funcionamento do processo envolvendo as demandas, a participação e o levantamento socioeconômico, para atender às necessidades da região.

A comunidade expôs aos gestores do IFB suas preocupações e sugestões para a possível criação do Campus Ceilândia. Representantes locais enfatizaram questões como a dificuldade dos moradores daquela cidade em ter acesso à educação, tanto devido aos processos seletivos, quanto aos custos dos cursos oferecidos pela rede privada.

Foram sugeridos cursos que a comunidade considera importantes serem implantados e mesmo regiões onde o IFB deveria ser instalado. Depois das colocações dos membros da comunidade de Ceilândia, o reitor Wilson Conciani respondeu a todas as perguntas.

Os dados levantados na Audência Pública serão juntados aos relatórios técnicos do IFB e servirão de base para que o Conselho Superior do Instituto tome as decisões a respeito da criação da nova escola. (Wákila Mesquita - jornalista da Reitoria)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página