Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Reitoria > IFB estimula projetos de consultoria a empresas e selo de certificação para bares e restaurantes
Início do conteúdo da página

IFB estimula projetos de consultoria a empresas e selo de certificação para bares e restaurantes

Criado: Quarta, 27 de Mai de 2020, 16h16 | Publicado: Quarta, 27 de Mai de 2020, 16h16 | Última atualização em Terça, 21 de Julho de 2020, 13h02 | Acessos: 395

Iniciativas que apoiem o empreendedor em tempos de isolamento também fazem parte dos trabalhos de pesquisadores do Instituto Federal de Brasília (IFB). Em torno de sessenta empresas entre micro, pequenas e grandes estão participando de projeto de consultoria na área de marketing estratégico para lidar com os desafios que o momento tem apresentado. Além disso, outro projeto de pesquisa em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/DF), a ser lançado em apoio à Secretaria de Turismo do Distrito Federal, propõe a capacitação de serviços de bares e restaurantes com selo de certificação de segurança contra a Covid-19.

 

Consultoria on-line

A proposta de consultoria virtual já conta com 58 clientes entre o micro, pequeno, médio e até grande empreendedor em todo o país, por meio de capacitação no aprendizado das principais ferramentas do marketing. São quatro meses de curso divididos em módulos que envolvem atividades dirigidas a diferentes segmentos de negócios e que terminam na entrega de um plano de marketing para cada uma das empresas. Entre as participantes estão empresas de setores como  beleza, estética, massoterapia, engenharia, o mercado de massoterapia, engenharia, luxo, alimentação, entre outros.

"Nossa proposta é oferecer o máximo de eficácia no uso de ferramentas de marketing e  repensar os negócios diante de novas oportunidades. Embora haja uma forte tendência à digitalização dos negócios, é importante ter um olhar sempre humanizado no atendimento ao cliente mesmo em ambientes digitais", destaca Carla Simone, coordenadora do projeto e professora do Campus Brasília.

O programa é totalmente gratuito e todas as empresas participantes receberão certificação pelo curso. As empresas que estão desde o início participam ainda de uma pesquisa-diagnóstico e terão acompanhamento de seus negócios durante dois anos pelos pesquisadores do Instituto. Em andamento, o programa oferece a novas empresas interessadas pelo conteúdo acesso a videoaulas disponíveis no site https://www.makttudo.com/ .

 

Estabelecimento protegido

O selo "Estabelecimento protegido Covid 19" vai oferecer certificação para micro e pequenos empreendedores em estabelecimento de bares e restaurantes, mediante capacitação em plataforma virtual, com conteúdos de boas práticas na produção alimentar e ênfase no controle do Novo Coronavírus.  O projeto é uma parceria do Instituto Federal de Brasília (IFB) e da Abrasel-DF, que  busca identificar e atender as necessidades do setor em relação ao enfrentamento da COVID-19. 

É um projeto piloto de quatro pesquisadoras/docentes do Colegiado de Gastronomia do IFB, que pretende ampliar aos estabelecimentos a certificação em três níveis: 1 – manipulador de alimentos, 2 – entregadores e 3 – fornecedores.  A princípio, as pesquisadoras do IFB estão envolvidas na organização da primeira etapa - a de  manipulador de alimentos. A expectativa é de capacitar entre 100 e 120 alunos manipuladores de alimentos com certificação para estabelecimentos no Distrito Federal.

No momento, está em andamento a elaboração da metodologia e do material didático para o treinamento voltado para esse segmento. Cerca de 70% do curso já está sendo alimentado em um ambiente virtual de aprendizagem e, entre os temas, estão desde a forma correta de lavar as mãos, a colocação de máscara de proteção até o manuseio dos alimentos e a higienização dos ambientes de produção.
 
"O selo vem ao encontro, neste momento, para promover a segurança alimentar, pela formação continuada de manipuladores de alimentos, com foco na Covid-19. Nossa proposta é salvaguardar a alimentação segura fora do lar, enquanto prática social que une, agrega e conforta", explica a pesquisadora Daniela Leite, coordenadora do projeto, de que participam também as professoras Mariana Veras, Juliana Gonçalves e Ana Paula Jacques.
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página