Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Reitoria > IFB estimula projetos de consultoria a empresas e selo de certificação para bares e restaurantes
Início do conteúdo da página

IFB estimula projetos de consultoria a empresas e selo de certificação para bares e restaurantes

Criado: Quarta, 27 de Mai de 2020, 16h16 | Publicado: Quarta, 27 de Mai de 2020, 16h16 | Última atualização em Quinta, 28 de Mai de 2020, 13h19 | Acessos: 256

Iniciativas que apoiem o empreendedor em tempos de isolamento também fazem parte dos trabalhos de pesquisadores do Instituto Federal de Brasília (IFB). Em torno de sessenta empresas entre micro, pequenas e grandes estão participando de projeto de consultoria na área de marketing estratégico para lidar com os desafios que o momento tem apresentado. Além disso, outro projeto de pesquisa em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes - Abrasel- DF, a ser lançado em apoio a Secretaria de Turismo do Distrito Federal, propõe a capacitação de serviços de bares e restaurantes com selo de certificação de segurança contra a Covid 19.

 

Consultoria on-line

A proposta de consultoria virtual já conta com 58 clientes entre o micro, pequeno, médio e até grande empreendedor em todo o país, por meio de capacitação no aprendizado das principais ferramentas do marketing. São quatro meses de curso divididos em módulos que envolvem atividades dirigidas a diferentes segmentos de negócios e, que terminam na entrega de um plano de marketing para cada uma das empresas. Entre as participantes estão empresas de setores como  beleza, estética, massoterapia, engenharia, o mercado de massoterapia, engenharia, luxo, alimentação, entre outros.

"Nossa proposta é oferecer o máximo de eficácia no uso de ferramentas de marketing e  repensar os negócios diante de novas oportunidades. Embora haja uma forte tendência a digitalização dos negócios, é importante ter um olhar sempre humanizado no atendimento ao cliente mesmo em ambientes digitais", destaca Carla Simone, coordenadora do projeto e professora do Campus Brasília..

O programa é totalmente gratuito e, todas as empresas participantes receberão certificação pelo curso. As empresas que estão desde o início participam ainda de uma pesquisa diagnóstico e terão acompanhamento de seus negócios durante dois anos pelos pesquisadores do Instituto. Em andamento, o programa oferece a novas empresas interessadas pelo conteúdo acesso a videoaulas disponíveis no site https://www.makttudo.com/ .

 

Estabelecimento protegido

O selo "Estabelecimento protegido Covid 19" vai oferecer certificação para micro e pequenos empreendedores em estabelecimento de bares e restaurantes, mediante capacitação em plataforma virtual, com conteúdos de boas práticas na produção alimentar e, ênfase no controle do Novo Coronavírus.  O projeto é uma parceria do Instituto Federal de Brasília (IFB) e da Abrasel-DF, que  busca identificar e atender as necessidades do setor em relação ao enfrentamento da COVID-19.  

É um projeto piloto de quatro pesquisadoras/docentes do Colegiado de Gastronomia do IFB, que pretende ampliar aos estabelecimento a certificação em três níveis: 1 -  manipulador de alimentos, 2 - entregadores e; 3 - fornecedores.  A princípio, as pesquisadoras do IFB estão envolvidas na organização da primeira etapa - a de  manipulador de alimentos. A expectativa é de capacitar entre 100 e 120 alunos manipuladores de alimentos com certificação para estabelecimentos no Distrito Federal.
 

No momento, está em andamento a elaboração da metodologia e do material didático para o treinamento voltado para esse segmento. Cerca de 70% do curso já está sendo alimentado em um ambiente virtual de aprendizagem e, entre os temas estão desde a forma correta de lavar as mãos, a colocação de máscara de proteção até o manuseio dos alimentos e; a higienização dos ambientes de produção.

 

"O selo vem ao encontro a este momento para promover a segurança alimentar, pela formação continuada de manipuladores de alimentos, com foco na Covid-19. Nossa proposta é salvaguardar a alimentação segura fora do lar, enquanto prática social que une, agrega e conforta", explica a pesquisadora Daniela Leite, coordenadora do projeto , quem que participam também as professoras Mariana Veras, Juliana Gonçalves e Ana Paula Jacques.
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página