Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Reitoria > Projeto Cão Guia abre cadastro para população do DF
Início do conteúdo da página

Projeto Cão Guia abre cadastro para população do DF

Criado: Sexta, 31 de Março de 2023, 09h34 | Publicado: Sexta, 31 de Março de 2023, 09h34 | Última atualização em Sexta, 31 de Março de 2023, 09h34 | Acessos: 1349

Em uma parceria com o IF Goiano, o Instituto Federal de Brasília divulga que estão abertas inscrições para cadastro e seleção de candidatos à utilização de cães-guia para toda a população do Distrito Federal. O projeto vai cadastrar e selecionar interessados em utilizar seis cães-guia disponíveis para doação e realizar a formação e a instrução de dupla usuário/cão-guia.

A seleção é direcionada a pessoas cegas ou com baixa visão residentes no estado de Goiás ou no Distrito Federal. Para se inscrever, o candidato precisa ter idade mínima de dezoito anos, ou dezesseis anos se emancipado e com capacidade para exercer os atos da vida civil no momento da apresentação dos documentos. A oportunidade é para residentes no estado de Goiás e no Distrito Federal.

As inscrições vão até o dia 22 de abril e podem ser feitas por meio do formulário aqui no Cadastro Regional de Pessoas com Deficiência Visual com Interesse na Utilização de Cães-Guia. Os cães-guia serão ofertados gratuitamente após serem treinados pelo Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guia do IF Goiano – Campus Urutaí. 

Processo Seletivo

O processo seletivo será realizado em três etapas, sendo todas elas de caráter classificatório e eliminatório:  inscrição no Cadastro Regional, apresentação das informações e documentos via e-mail e entrevista avaliativa.

Após as etapas de seleção, os candidatos aprovados seguem para a fase de formação da dupla. Para tanto, é necessário que permaneçam hospedados no Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guia do IF Goiano – Campus Urutaí por um período de aproximadamente 30 dias. Nesse tempo, usuário e cão passarão por diversas atividades de adaptação e compatibilidade.

Em uma segunda etapa, com duração prevista de 15 dias, uma equipe do Centro de Treinamento acompanhará o candidato em sua residência para o acompanhamento da dupla nos trajetos rotineiros. O objetivo é avaliar e instruir o usuário, visando garantir que ele desenvolva o trabalho com eficiência e segurança. Após esse processo, é realizada a aprovação ou não do candidato para autorização do uso do cão-guia.

A coordenação do Centro ressalta, porém, que não há como garantir um cronograma e quantitativo de cães a serem disponibilizados, pois, para se graduarem como cães-guia, os animais deverão ser aprovados em todos os critérios técnicos de aptidão natural e física. Desde o início do seu funcionamento, em 2018, o Centro já formou 7 duplas em Goiás e Distrito Federal.

Projeto Cão-Guia  O Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guia faz parte do Programa Cão-Guia, desenvolvido pelo Campus Urutaí, que tem o objetivo de formar novos Treinadores e Instrutores de cães-guia, bem como treinar e fornecer os animais como ferramenta de inclusão para pessoas cegas ou com baixa visão. Além de Urutaí, o Programa também é desenvolvido pelo IF Catarinense – Campus Camboriú.

Somado a esses dois, existem atualmente no Brasil mais quatro Centros de Treinamento ativos, sendo um deles uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e os demais, privados. No país há pouco mais de 200 cães-guia em trabalho. O tempo de formação do cão-guia é de aproximadamente 2 anos, uma vez que ele passa pela etapa de socialização, que pode durar até 15 meses e, somente após esse período, é direcionado para o treinamento.

Qualidade de vida — A realização de terapias assistivas com utilização de animais como forma de garantir o direito de ir e vir e promover a inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência tem crescido no Brasil. Nesse cenário, a utilização de cães-guia, além de garantir a mobilidade e independência do usuário, auxilia também na qualidade de vida e saúde mental da pessoa com deficiência visual, uma vez que o animal se torna um companheiro para o seu tutor.

Projeto Cão, uma parceria IFB e IF Goiano

Inscrições até o dia 22 de abril no formulário para inscrição no Cadastro Regional de Pessoas com Deficiência Visual com Interesse na Utilização de Cães-Guia do IF Goiano - Campus Urutaí

Para informações acesse o edital

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página