Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Riacho Fundo > Sirva-se de pãezinhos
Início do conteúdo da página

Sirva-se de pãezinhos

Criado: Quinta, 08 de Julho de 2021, 07h39 | Publicado: Quinta, 08 de Julho de 2021, 07h39 | Última atualização em Quinta, 08 de Julho de 2021, 09h45 | Acessos: 954

Um simples pão quentinho com manteiga ou uma receita especial com ingredientes gourmets para saborear o dia 8 de julho, data em que se comemora o Dia do Padeiro. Pães artesanais, bisnagas, bolinhos, cupcakes, biscoitos amanteigados, roscas e cucas representam o encontro da padaria e da confeitaria com seus sabores e delícias.

Sim, a Panificação tem seu lugar de destaque no Instituto Federal de Brasília e, se renova pelo mundo da Gastronomia. O curso Técnico de Panificação do IFB acompanha as tendências de crescimento do setor e, tem seu papel especial na formação desses profissionais e especialistas, com a oferta do curso no IFB Campus Riacho Fundo.

 

Produção de pães é referência no empreendedorismo

Com um mercado de consumo em crescimento no DF, atualmente é possível perceber novidades no setor de panificação, tanto pelas boutiques gourmets quanto na variedade de receitas e dietas exclusivas para pães artesanais, atendendo a diferentes gostos e sabores. 

O professor Breno Araújo Oliveira, que ministra disciplinas nos cursos de Panificação e Gastronomia no IFB, conta que tem tido experiências exitosas na área, mas o sucesso tem acompanhado o processo de aprendizagem dos estudantes de Panificação no IFB.

"Sobre os diferentes nichos, o mercado está bem melhor. Antigamente não tínhamos tantas padarias e padeiros especialistas como atualmente. Hoje o aluno tem diversas opções de trabalho. Há um tempo atrás as opções eram mais limitadas, apenas existiam as padarias de bairro e os supermercados. Hoje, para além disso, existem lojas especiais que o estudante de Panificação pode conhecer e aprofundar no assunto, como a Backerei, a Castália e a Varanda Pães Artesanais - que são as minhas preferidas", conta ele.

 

Pão quentinho todos os dias, sem trégua na pandemia

O coordenador do curso Técnico em Panificação, professor Adriano Pereira Tavares, destaca o empenho dos professores, mesmo diante da pandemia, na promoção de aulas criativas e no desenvolvimento de um bom  nível de conteúdo.

 "Com certeza tem sido um desafio administrar aulas para os alunos interessados, principalmente pela questão relacionada à prática dentro dos laboratórios. Mas os professores que ministram as aulas do curso de Panificação não pararam e têm sido muito elogiados pelos alunos", aponta.

Uma experiência que vale ser citada é a parceria entre o professor Breno e o  estudante Hernany. Juntos eles produziram aulas gravadas na casa do professor para assim exibi-las aos alunos, tanto do curso de panificação quanto do curso de Tecnologia em Gastronomia.
"Um dos professores mais brilhantes e irreverentes que existe no corpo técnico em gastronomia. Ele começou a usar sua cozinha e fazer preparos lindos e profissionais da matéria de panificação avançada e de confeitaria", elogia o estudante Hernany.

 

Relato do chef e estudante Ronaldo Melo

"Sou o Ronaldo, tenho 55 anos e atualmente sou estudante do curso superior de Tecnologia em Gastronomia do IFB. No entanto, minha história com o Instituto começou há muito tempo. Entrei no IFB em 2018 no curso de Técnico em Cozinha, onde as portas desse mundo espetacular me foram abertas. O curso foi muito interessante e apresentou várias técnicas e preparos desenvolvida pela equipe de professores. Todos muito especiais e competentes, o que estimulou ainda mais minha motivação para concluir o curso. Em especial, preciso mencionar, dois professores: Ana Paula Jacques e Adriano Tavares. A princípio, a professora Ana me fez descobrir o sabor das pesquisas na área da cozinha com o seu projeto a rota das especiarias, o  que me levou a me aprofundar mais na área. Já o professor Adriano com suas aulas de cozinha quente, demonstrou que cozinhar não era nenhum bicho de sete cabeças. Ao concluir essa formação e, incentivado pelos ensinamentos propostos, me inscrevi e fui selecionado para o curso de Técnico em Panificação em 2020, abrindo mais uma oportunidade e chance de obter novos conhecimentos. Mais uma vez, a equipe de professores do IFB não me desapontou e, se mostrou incrivelmente solicita a todas as minhas dúvidas e questionamentos. A professora Maíra da Silva Palmeira estimulou meu interesse crescente pela panificação e pela confeitaria e, percebi a possibilidade de empreender com o ofício de produzir vários tipos de pães. Durante o curso, realizei alguns preparos aprovados pelos mais próximos e, hoje em dia, desenvolvo minha produção com opções de diferentes produtos e pães já disponíveis para venda, tanto os tradicionais como os de fermentação natural. Tenho hoje plena convicção de que quem escolhe algum desses cursos tem verdadeiro amor pelo mundo da gastronomia e, sonha em ter o seu próprio negócio um dia - eu sou exemplo disso e, não fujo a esta regra. No futuro, planejo ter minha própria padaria e confeitaria, mesmo que seja um sonho ainda a longo prazo. Por hora, vou terminar com afinco e dedicação o curso superior de tecnologia em Gastronomia, que é mais uma etapa para o caminho da minha realização", conta orgulhoso.

Para acompanhar e conhecer as produções gastronômicas do Chef Ronaldo ou fazer uma encomenda especial, é só seguir o perfil no Instagram: @docedeleite_df

 
Dia do Padeiro - 8 de julho

Neste dia 8 de Julho é  dia de parabenizar professores e estudantes do IFB em sua vocação e talento. O pãozinho considerado por alguns o vilão das dietas se renova a cada experimento e, permanece super atual na mesa de todos nós,  sendo o  preferido por muitos na hora de acompanhar o cafezinho ou um lanche a qualquer momento do dia.

Fim do conteúdo da página