Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Taguatinga > Exposição Mangue Uça do curso de Vestuário do IFB está aberta no Espaço Renato Russo
Início do conteúdo da página

Exposição Mangue Uça do curso de Vestuário do IFB está aberta no Espaço Renato Russo

Criado: Quinta, 08 de Dezembro de 2022, 09h19 | Publicado: Quinta, 08 de Dezembro de 2022, 09h19 | Última atualização em Quinta, 08 de Dezembro de 2022, 16h02 | Acessos: 671

A exposição é o resultado do projeto de extensão, intitulado “Do cerrado ao litoral: a caravana nas asas da estamparia”, realizado por meio de pesquisa desenvolvida pelo professor de Design de Moda, Adriano Bezerra, do Instituto Federal de Brasília/ Campus Taguatinga. Em 2019, o professor coordenou um grupo de estudos sobre estamparia artesanal moda, formado por estudantes de moda com interesse em aprofundar-se nesse universo. O trabalho se deu em três etapas e envolveu a capital Brasília/DF e o distrito litorâneo de Barra de Camaratuba/PB - município de Mataraca/PB. Onde buscou-se uma imersão no cotidiano da comunidade por meio de troca de saberes, em oficinas de manualidades, que ressaltaram a cultura local e suas riquezas naturais.

A programação está aberta no Espaço Cultural Renato Russo de 8 a 30 de dezembro e terá a participação de cinco discentes do técnico em Vestuário e três discentes do Proeja-Artesanato, que vão ministrar mini oficinas de crochê e bordado. "Convido todos a visitar a exposição que está instalada a partir de hoje no Espaço Cultural Renato Russo. Agradeço as monitoras do Técnico em Vestuário e PROEJA-Artesanato do Campus Taguatinga e todos os envolvidos no Projeto. Vai ser muito bom nos encontrarmos por lá", convida o professor Adriano. 

A EXPEDIÇÃO

O Mangue Uçá é o território do caranguejo uçá, o habitat onde ele constrói sua existência. O caranguejo-uçá é territorialista, raramente entra em uma galeria que não seja a sua própria, e se isso ocorrer, o invasor é imediatamente expulso. Também são animais assustados, qualquer movimento nas proximidades os afugenta para suas tocas, que podem chegar à profundidade de 60 até 180 cm, dependendo da região e da época do ano.

Essa exposição tem a pretensão de colocar o visitante no universo dessa comunidade praiana, visualizando uma coleção cápsula de vestidos tingidos e bordados, uma iconografia encantadora dessa vivência através de fotografias. Criando uma (re)aproximação com a natureza do mangue, fomentando as manualidades do tingimento, bordado e crochê nas produções com a moda.

Os objetos que compõem a exposição “Expedição Mangue Uçá” são modelos de vestuário confeccionados manualmente e com intervenções de bordado que ressaltam a experiência com as manifestações culturais da comunidade, valorizando a simplificação da feitoria de um produto.

A pesquisa destaca as raízes do mangue como elemento primordial para a extração da tintura natural, sendo utilizada como pigmento para tingimento em tecido plano de fibras naturais, como o algodão, linho, entre outros. Se apropriando dessa técnica artesanal em tingimento botânico, com material orgânico, como beneficiamento sustentável na moda de vestuário e acessórios. Após o recolhimento das amostras das raízes e preparação do extrato, foi aplicado o tingimento por meio de infusão quente do extrato dessas raízes do mangue em diferentes tipos de fibras naturais e sintéticas. 

EXPOSIÇÃO MANGUE UÇA

Espaço Cultural Renato Russo – Mezanino Central 508 Sul – Brasília /DF

Abertura oficial: 8 de dezembro às 18 horas (quinta-feira)

De 8 a 30 de dezembro, de segunda a domingo, horário de funcionamento do local

Fim do conteúdo da página