Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Gama > Estudantes de Licenciatura em Química realizam visita técnica no Instituto Dom Orione
Início do conteúdo da página

Estudantes de Licenciatura em Química realizam visita técnica no Instituto Dom Orione

Criado: Sexta, 20 de Mai de 2022, 10h08 | Publicado: Sexta, 20 de Mai de 2022, 10h08 | Última atualização em Sexta, 20 de Mai de 2022, 10h08 | Acessos: 321

Com o objetivo de conhecer, na prática, o funcionamento de uma instituição de educação especial, estudantes do primeiro semestre do curso de Licenciatura em Química do IFB Campus Gama realizaram, no dia 16 de maio, uma visita técnica ao Instituto Dom Orione. A visita é parte das atividades da disciplina Estrutura e Funcionamento da Educação, ministrada pelo professor Cláudio Nascimento Silva e ocorre depois de os estudantes terem conhecido as bases legais e filosóficas da educação especial e da inclusão.


Segundo a estudante Hayla Bianca Trajano Ruas, foi uma experiência muita boa. “É um instituto lindo, que tem um coração enorme. Dá para ver como eles tratam os meninos com muito amor e carinho; é visível.    É muito importante esse tipo de escola, que atenda as pessoas com deficiência para que elas possam se sentir mais acolhidas e amadas”.

Na visita técnica, os estudantes foram incentivados a realizar perguntas para a coordenadora responsável pela gestão pedagógica da instituição, professora Maria Lúcia. A  Isabella Florentino Teixeira, que entrevistou a coordenadora, constatou, em sua entrevista, que “existem 80 profissionais para 40 assistidos com deficiência na instituição, sendo 2 profissionais por assistido. A equipe de saúde é formada por nutricionista, psicólogo       e terapeuta ocupacional, totalizando 20 profissionais da saúde e 4 assistentes sociais. São recebidos pela instituição apenas pessoas com deficiência com limitações mentais e cognitivas de grau severo a profundo, com mais de 18 anos e que não possuam deficiência múltipla. Dos 40 assistidos apenas 3 têm ensino médio, sendo por volta de 13,34% dos PcDs dessa instituição, e todos possuem vontade de cursar o ensino superior”. 

Os estudantes também contribuíram com a instituição, fornecendo materiais de higiene pessoal aos internos, tais como sabonete, papel higiênico, aparelho de barbear, desodorante, shampoo etc.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página