Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Planaltina > Curso para assentados da Reforma Agrária tem 1ª aula
Início do conteúdo da página

Curso para assentados da Reforma Agrária tem 1ª aula

Criado: Sexta, 01 de Abril de 2011, 15h31 | Publicado: Sexta, 01 de Abril de 2011, 15h29 | Última atualização em Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h22 | Acessos: 3731

Trabalhadora rural em interpretação da peça apresentada na aula inauguralO Instituto Federal de Brasília (IFB) iniciou nesta sexta-feira, 1º, o curso Técnico em Agropecuária com ênfase em Agroecologia voltado para trabalhadores rurais assentados da Reforma Agrária. A aula inaugural ocorreu no Campus Planaltina do Instituto e contou com a presença de representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST); do secretário nacional de Educação Profissional e Tecnológica, Eliezer Pacheco; do reitor substituto do IFB, Wilson Conciani; além de representantes de outras organizações públicas e de trabalhadores rurais.

A realização da primeira aula foi no auditório do Campus e inciou-se com uma apresentação do Coral do IFB e com uma peça teatral do grupo Semeador, do Assentamento Gabriel Monteiro, ligado ao MST. A peça, uma adaptação do texto de Agusto Boal, da década de 1960 conta a estória de uma família de trabalhadores rurais explorados em um latifúndio. O teatro critica o sistema agrário brasileiro focado no agronegócio de exportação, que, segundo o autor, privilegia os latifundiários e causa probreza da maioria da população.

Para a estudante Karolaine Dias, que teve sua primeira aula hoje, o curso vai permitir melhor acesso ao conhecimento. Ela tem 15 anos, mora no Assentamento Vereda 1, no município de Padre Bernardo (GO) e vai fazer, junto com o curso técnico, o Ensino Médio. A nova aluna do IFB tem planos de, concluindo os estudos, trabalhar no Assentamento onde mora.

Pedagogia da Alternância
Com o modelo da Pedagogia da Alternância, os estudantes não precisam frequentar as aulas todos os dias. Karolaine, por exemplo, fica sete dias no 1ª Turma da parceria IFB/IncraCampus Planaltina, estudando em período integral, depois retorna para suas aulas do Ensino Médio no município goiano. Nos dias em que fica no IFB os estudantes não recebem falta em suas escolas originais, precisam apenas recuperar o conteúdo. O curso tem duração de dois anos e faz parte do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). Entre os estudantes há jovens e adultos.

Antigo Colégio Agrícola
O subsecretário de Educação do Distrito Federal, Erasto Fortes, discursou e disse reconhecer que as administrações anteriores do GDF não cuidaram de forma adequada do Colégio Agrícola de Brasília, que foi transformado em Campus Planaltina do IFB. Ele disse sentir-se honrado em vir ao IFB e ver a nova estrutura implantada, Fortes garantiu que o GDF vai propor novas parcerias com a Instituição.

Fim do conteúdo da página