Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Planaltina > Projeto Campus Planaltina é selecionado e será financiado pelo CNPq
Início do conteúdo da página

Projeto Campus Planaltina é selecionado e será financiado pelo CNPq

Criado: Segunda, 17 de Dezembro de 2012, 16h39 | Publicado: Segunda, 17 de Dezembro de 2012, 16h39 | Última atualização em Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h22 | Acessos: 2861

 

Um projeto de financiamento, sob a coordenação do professor do Campus Planaltina do Instituto Federal de Brasília (IFB) Leandro Vieira, foi um dos selecionados em chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O projeto foi aprovado na Linha de Núcleos de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica e, entre os 17 selecionados, o do professor Leandro foi o único da região centro-oeste do país.

 

Com o título “Estruturação da Unidade Experimentação de Ensino, Pesquisa e Extensão do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Agricultura Familiar do Campus Planaltina do IFB”, o projeto tem o objetivo de equipar a unidade experimental e realizar pesquisas, além de contribuir com a formação de agricultores, estudantes, técnicos, entre outros.

 

O projeto prevê um financiamento de aproximadamente 130 mil reais, sendo que a maior parte será utilizada para aquisição de equipamentos e material permanente. Também serão contratados bolsistas para atuarem no desenvolvimento do projeto, que tem previsão de duração de dois anos.

 

“É um apoio financeiro para estruturação do nosso espaço, porque nós temos um núcleo de estudos em agroecologia e produção familiar. A partir de agora, com esse recurso financeiro, a gente pretende dar uma alavancada nas pesquisas e proporcionar uma integração maior da educação profissional com as pesquisas e extensão, principalmente para agricultores familiares oriundos de assentamentos próximos ao campus”, afirma Leandro.

 

Para poder enquadrar os valores que podiam ser financiados pela seleção dos projetos, Leandro conta que foram necessárias várias reuniões para decidir quais equipamentos seriam priorizados. Segundo ele, houve prioridade àqueles que poderão ser utilizados por mais de um departamento e possuem multiuso em suas funções. “A ideia é fortalecer o núcleo, para termos condições de desenvolver nossas próprias pesquisas e fornecer subsídios para os pequenos produtores, para aquelas famílias oriundas de assentamentos dos conceitos e do manejo dos produtos agroecológicos”.

 

O próximo passo do projeto será a divulgação dos editais para contratação dos bolsistas. A previsão é que os equipamentos sejam comprados em fevereiro ou março do ano que vem. Outras ações previstas no projeto é a oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) para a comunidade interna e externa, principalmente os pequenos produtores da região.

 

 

 

Fim do conteúdo da página