Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Portuguese Portuguese
pt Portugueseen Englishes Spanish
Página inicial > Recanto das Emas > Comércio: mundo do trabalho pede cada vez mais qualificação
Início do conteúdo da página

Comércio: mundo do trabalho pede cada vez mais qualificação

Criado: Segunda, 12 de Dezembro de 2011, 12h50 | Publicado: Segunda, 12 de Dezembro de 2011, 12h50 | Última atualização em Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h22 | Acessos: 5142

A disputa para conquistar uma boa colocação no mundo do trabalho está cada vez mais acirrada, e as empresas levam em conta todos os diferenciais do trabalhador. Essa realidade também se aplica à área do comércio.

Área de lojas de móveis em Taguatinga CentroCom vistas a atender esse setor da economia, o Campus Taguatinga Centro do IFB oferece o Curso Técnico em Comércio, com aulas no Centro de Taguatinga, uma das regiões do Distrito Federal (DF)  que tem nessa atividade econômica seu maior impulsionador. Assim, os alunos e profissionais podem ter maiores contatos com a realidade das práticas comerciais.

O treinamento do técnico em comércio tem por objetivo qualificar os trabalhadores que já estão em atividade ou que pretendem inserir-se na área, já que, de acordo com a Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), o Distrito Federal possui cerca de 60 mil empresas e comércios.

O Curso
Para implantar o Curso Técnico em Comércio, o IFB realizou uma audiência pública, buscando descobrir quais as necessidades da região administrativa de Taguatinga. Nessa consulta, verificou-se  que, devido à grande quantidade de estabelecimentos comerciais na região, a procura pela qualificação na área tornou-se  um dos objetivos para os que atuam no setor .

De acordo com o coordenador desse curso no IFB, Richard Wilson Borrozini, essa formação tem  duração de um ano e meio; depois desse período os alunos podem trabalhar em diversas atividades, incluindo o gerenciamento de empresas que lidem com o comércio.

O curso tem despertado o interesse de diversos trabalhadores e também de estudantes, como Diêgo da Silva, que diz estar bastante satisfeito com os estudos. “O curso é novo e possui uma boa qualidade no ensino. Já trabalhei com o comércio e resolvi fazer o curso para a minha qualificação profissional; pretendo trabalhar na área depois”.

Os profissionais que escolhem essa qualificação poderão atuar em diferentes áreas, como : técnico, assistente, auxiliar ou analista em comércio; assistente de produção de bens e serviços; coordenador de vendas e serviços; supervisor de unidades varejistas; coordenador da área mercadológica ou, ainda, ser um empreendedor em negócios comerciais próprios.Fachada do prédio onde ocorrem as aulas do Curso Técnico em Comércio

O curso, criado no segundo semestre de 2010, tem cerca de 60 estudantes. Estes aprendem a desenvolver técnicas de atendimento ao público e prestação de serviço, a realizar pesquisas de trabalho, a conhecer a legislação comercial, entre outras atividades.

Visão do mercado de trabalho
Dono de um comércio há mais de 14 anos, José Alberto de Sousa diz possuir dificuldades na hora de contratar funcionários. “O mercado de trabalho fecha para alguns profissionais, hoje em dia, devido a essa carência na qualificação. Temos que contratar as pessoas avaliando sua experiência em outros trabalhos, e não a sua formação, que seria o ideal”, diz Alberto.

O comerciante, que inaugurou, recentemente, uma nova loja, diz que sentiu dificuldades para achar bons profissionais. “O problema é que as pessoas chegam sem nenhuma base, sem preparo para atender o público; por causa disso, muitas das vezes tenho que perder tempo ensinando esses profissionais. Um curso técnico em comércio é muito importante para as pessoas que trabalham nesta área”.

Fim do conteúdo da página